Polícia investiga morte de macacos a tiros e envenenamento na Zona da Mata - MG

Sábado, 21/01/2017

A morte de macacos só agrava o controle da febre amarela, mas desconhecimento da população pode ter motivado os ataques

Macacos estão sendo mortos por tiros e envenenados na região da Zona da Mata - MG e em outras regiões do país. O desconhecimento da população pode estar sendo a motivação dos ataques, por medo de que os animais sejam causadores da doença febre amarela.

 

Os animais não tem culpa pelo avanço da doença, do contrário, são grandes colaboradores para o controle da doença.

Com a eliminação dos macacos perde-se um meio de controle de propagação da doença, que é transmitida pelo mosquito Haemagogus e também pelo Aedes aegypti. Geralmente percebe-se os surtos da doença quando os animais aparecem infectados, o que possibilita aos agentes de saúde implementar políticas de prevenção e impedir que se alastre para humanos. Segundo fontes de notícia local a  polícia irá investigar a morte dos macacos e se constatado morte por arma de fogo ou envenenamento, os responsáveis poderão responder criminalmente.

Depois da divulgação do surto de febre amarela em alguns Estados, macacos bugios estão sendo atacados em diferentes locais do país, como no Rio Grande do Sul. Por acharem que ele é responsável pela doença, moradores atacam os animais. É preciso portanto de uma política de conscientização da população, para impedir os maus tratos e mortes dos primatas.

© 2016 Marcelo Álvaro Antônio.