Deputado Marcelo Álvaro discute na Câmara Federal inclusão do leste mineiro na SUDENE

Autor e presidente de mesa de debates, Marcelo Álvaro quer tratamento igual para o leste de Minas, com iguais problemas do semi-árido

Sob a presidência do deputado Marcelo Álvaro Antônio, a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara Federal debateu, nesta quarta-feira (24), a inclusão de municípios de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e do Espírito Santo na área da Sudene – Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste, que promove o desenvolvimento e a integração competitiva da base produtiva regional com linhas de financiamentos especiais e mecanismos de fomento de linhas de crédito para áreas climaticamente comprometidas.

Estão sob jurisdição do órgão os estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba. Pernambuco, Piauí, Sergipe e, parcialmente, Norte,  os estados de Minas Gerais, e do Espírito Santo.  “Os resultados da presença da Sudene no Nordeste são evidentes. Com a mesma política de crédito e benefícios fiscais diferenciados para o semi-

-árido, podemos contemplar municípios do leste de Minas, impulsionando o desenvolvimento econômico daquela região que sofre das mesmas dificuldades dos municípios  que integram os critérios da superintendência”, enfatizou.

O parlamentar lembra que o tratamento a microrregiões cujas condições climáticas e socioeconômicas são idênticas ao dado a municípios já contemplados pela Sudene, deve ser igualitário:

 

“Não pode um município inserido no Semiárido ter tratamento diferenciado quer o do seu vizinho próximo, quando sua população é também carente e sofre com os mesmos males que impedem o seu desenvolvimento” 

A audiência contou com a presença da deputada estadual de Minas, Celise Laviola, convidada do presidente da mesa que fez uma explanação acerca da importância e dos impactos positivos dessa inclusão.

© 2016 Marcelo Álvaro Antônio.